segunda-feira, 5 de março de 2012

Vida de Estagiário





  Lembrando que dia 12 de Março é dia do Bibliotecário :)



domingo, 4 de março de 2012

Stop Motion com Livros

Depois do filme Toy Story todos nós sabemos que os brinquedos ganham vida quando não estamos por perto.  Mas e os livros? Foi com essa ideia na cabeça que o artista Sean  Ohlenkamp resolveu dar vida aos livros de uma livraria em Toronto no Canadá. Sean utilizou a técnica de animação Stop Motion e o  resultado foi esse incrível videozinho: 












Quem vomitou um arco-íris??





segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Os Homens que não Amavam as Mulheres






Li recentemente o livro "Os Homens que não Amavam as Mulheres", o primeiro livro da trilogia Millennium,  do autor sueco Stieg Larsson. Logo que terminei de lê-lo fui ver no cinema a adaptação hollywoodiana baseada no livro (para quem não sabe, existe também uma versão sueca para cada livro da trilogia). 

O que posso dizer é que gostei bastante do livro e embora não tenha visto a adaptação sueca, também gostei da versão norte-americana para os cinemas. O filme inclusive recebeu algumas indicações ao Oscar, levando o prêmio de melhor montagem.

A história é uma fição policial, com bastante suspense e personagens instigantes. O enredo gira em torno do jornalista Mikael Blomkvist, editor e um dos donos da revista Millennium. Após sofrer uma baixa em sua carreira de jornalista, Mikael é contratado por Henrik Vanger, um grande industrial sueco  para investigar o desaparecimento de quase cinquenta anos de sua sobrinha Harriet Vanger. 

O outro personagem protagonista é Lisbeth Salander, que certamente é a personagem mais instigante da história, não só devido ao seu visual gótico e misterioso mas também por ser uma hacker extremamente habilidosa capaz de encontrar qualquer informação sobre qualquer pessoa e com isso construir dossiês detalhados.

Além de dominar a computação, Lisbeth ainda integra uma rede formada por  outros hackers que a auxília em suas missões investigativas. São as habilidades de hacker e de pesquisadora de Lisbeth que levam-na a ser requisitada para se juntar a Mikael para investigar o desaparecimento de Harriet.




A cada pista descoberta, Mikael e Lisbeth percebem o quanto a família Vanger é obscura e como a investigação do desaparecimento de Harriet pode ser tornar algo perigosa para ambos.

O que me chamou atenção é o importante papel que as fontes de informação, como documentos e arquivos, aliadas às habilidades de “informacionista” de Lisbeth  e investigativa de Mikael exercem na história. Desde o início, Mikael utiliza uma extensa coleção de documentos reunidos pelo velho Hanrik Vanger, fotografias da época do desaperecimento, recortes de jornais, diários, etc. O Arquivo do Grupo Vanger - onde trabalha uma arquivista super chata por sinal - também é fundamental para o desenrolar da trama.

Uma coisa interessante é que os livros de Larsson fazem tanto sucesso no seu país de origem que um em cada quatro suecos já leu pelo menos um exemplar da trilogia. 

Agora é providenciar a leitura dos outros dois livros!





quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

As mina pira!


#biblioseduçam

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Qwiki: um buscador diferente




O que seria de nossas vidas sem o Google e os coadjuvantes Yahoo! e Bing?  É claro que o Google é a principal alternativa  na hora de buscarmos os mais diferentes assuntos na web:  desde encontrar  a grafia correta de uma palavra, à busca de artigos científicos, lugares, etc.  Estamos tão acostumados com sua forma e modo de funcionar que esquecemos de utilizar outros possibilidades.

Esse post apresenta um buscador de conteúdos diferente: o QwikiAntes de mais nada é preciso dizer que o Qwiki pertence a uma empresa (também chamada Qwiki) que tem como principal investidor o brasileiro e co-fundador do Facebook, Eduardo Saverin. Veja uma demonstração de uso do Qwiki no vídeo seguinte: 


O Qwiki é bastante novo e evidentemente ainda não alcançou a popularidade do Google ou do Facebook, no entanto, chama atenção por apresentar os resultados da busca sob forma de conteúdos multimídia, ao invés de links. Como se fosse uma Wikipedia multimídia, ele traz as informações sobre o assunto  acompanhadas de um vídeo curto sobre o tema, com imagens e descrições. 

Ao digitar “Ribeirão Preto”, por exemplo, o Qwiki monta automaticamente um filme com narração e legenda, mostrando, entre outros dados, a localização da cidade, informações relativas à geografia, economia, história e a cultura.
View Ribeirão Preto and over 3,000,000 other topics on Qwiki.

O Qwiki ainda não está traduzido para o protuguês, mas pode ser bastante útil para quem deseja pesquisar sobre fatos históricos, países, personalidades, etc. 



domingo, 15 de janeiro de 2012

Ctrl-C + Ctrl-V, Amém!




“Baixar”,  “subir”, “copiar”, “colar” e outras formas de compartilhamento de arquivos online já fazem parte do cotidiano de quem está conectado à internet. Essas práticas são literalmente sagradas para os membros da Kopimism (lê-se Copy-me-ism), que é, desde o dia 05 de janeiro de 2012, uma religião na Suécia.

Parece brincadeira, mas o compartilhamento de arquivos via “Ctrl-C + Ctrl-V” foi reconhecido esse ano como um prática  religiosa oficial na Suécia.

A  Igreja Missionária de Kopimism foi fundada em 2010 pelo estudante de filosofia Isak Gerson e conta com cerca de 3 mil seguidores.  Gerson publicou uma nota no site da igreja na qual ressalta que para a Kopimism "a informação é sagrada e a cópia é um sacramento...Ser reconhecido pelo Estado da Suécia é um grande passo para todos Kopimists. Esperamos que este seja um passo em direção ao dia em que poderemos viver a nossa fé sem medo de perseguição" Fonte: publico.pt.





Os seguidores da religião, chamados Kopimists (de copie-me) obedecem os princípios de que o conhecimento é para  todos e de que a busca  e a circulação do conhecimento, assim como o ato de copiar,  são sagrados.
O surgimento dessa realigião “pós-moderna” evidencia a resistência crescente dos internautas ao cerceamento da liberdade na internet. Porém, por  mais que a igreja tenha sido declarada oficial, a prática da cópia e o compartilhamento de conteúdos ainda é uma prática ilegal judicialmente.



domingo, 4 de setembro de 2011

As Melhores Tirinhas



#1




#2






#3




#4



#5



#6





#7



#8



#9




#10